A Bíblia deve ser lida ou é uma perda de tempo?

Bíblia

Should the Bible be read or is it a waste of time?

Eu me questionava desde a juventude por que tantas pessoas falavam da Bíblia e por que existiam tantos exemplares daquele livro tão grosso em tantos lugares. Lógico que nessa época eu já sabia através de minha mãe, que era católica, que o grosso volume falava sobre Deus e de seu filho Jesus Cristo, que foi crucificado e tantas outras coisas. Embora com o passar do tempo meu foco de atenção tenha sido para outras fontes do saber, minha memória nunca descartou a leitura da Palavra de Deus, e ao longo do viver sempre algumas perguntas revestiam essa memória, como:

– Por que ler a Bíblia? Não seria uma perda de tempo?

– O que realmente ela continha de tão importante em relação a tantos outros livros, dentre eles os chamados best sellers?

– Que diferença faria no meu saber e na minha vida, a leitura e o entendimento desse livro milenar?

A contextualização da Bíblia é algo importante para que possamos entender e responder estas três perguntas que julgo, salvo melhor juízo, serem os questionamentos mais relevantes na esfera do saber que envolve esse livro. Obra que por si só é muito interessante e valiosa na compreensão do que somos, como somos, por que somos e como podemos viver de maneira mais satisfatória e feliz.

Os textos que compunham a Palavra de Deus são chamados de Escrituras, que compõem o #Velho Testamento, quando adicionados aos textos do Novo Testamento, compunham o que conhecemos por Bíblia. Esta palavra se origina do termo grego “biblion”, que significa livro, rolo, dado certamente pelo volume que se formou devido às juntadas que se fizeram ao longo de cerca de 1600 anos, tempo que os quarenta escritores levaram para escrevê-la, inspirados por Deus e orientados pelo Espírito Santo. O autor do Livro Sagrado é Deus e os homens foram apenas seus escritores, escreveram aquilo que o Criador desejava que fosse conhecido e praticado pelo homem.

O Velho Testamento descreve a história de uma nação, e o #Novo Testamento, a história da vida de um homem, que é Jesus. Depois de ler o Velho Testamento, e eu o li todo, do início ao fim, de Gênesis a Malaquias, posso afirmar que além de tratar-se da história de uma nação, o Velho Testamento nos traz muitos conhecimentos. Conhecimentos que vão muito além do que podemos imaginar, como cuidados de higiene, de quarentena, princípios de conduta, liderança, disciplina, de fé, de amor, justiça, e tantos outros perfeitamente atualizados com a época contemporânea.

Ao ler o Velho Testamento passamos a compreender o porquê das incessantes guerras regionais que vemos em todo o mundo e até mesmo as duas Grandes Guerras Mundiais que assolaram todo o planeta. Mas julgo que o mais relevante é a descoberta da razão de sermos, ao mesmo tempo, bons e maus, serenos e violentos, obedientes e rebeldes.

O Velho Testamento, em síntese, nos transmite três naturezas extremamente valorizadas por Deus e Jesus Cristo, que são o #amor, a obediência e a #justiça. Nele observamos a forte caracterização do amor de Deus em relação ao homem, por este ser sua mais divina e amada criação no universo.

Deus ficou muito triste por ter que expulsar Adão e Eva do Éden. Ele os amava muito, mas eles o desobedeceram, apesar Dele avisá-los que não comessem da árvore do bem e do mal, que morreriam caso desobedecessem a sua ordem, fato que se concretizou. A desobediência é falta grave e não tolerada por Deus.

O Velho Testamento aborda claramente a questão da obediência, que quando cumprida leva o homem à bênção, à salvação, à vida eterna. A desobediência é a causa primordial do pecado. O homem primeiro desobedece à Palavra de Deus, para depois pecar, e não ao contrário como costumamos a pensar. Ele peca porque está em sua natureza o pecado, está em seu DNA, e esse aspecto fica muito bem explícito no Velho Testamento.

Esclareço que o homem não peca por fraqueza, mas por deliberação. Quando ele escolhe o caminho de Deus, de seguir sua palavra, seus mandamentos e estatutos, o homem recebe o amor de Deus, amor que o protege, que o ajuda a vencer a tentação, o pecado e todas as suas manifestações.

A justiça divina é a maneira de Deus corrigir faltas cometidas contra seus mandamentos, bem como presentear aqueles que lhe obedecem, que renunciam ao pecado.

Embora Deus tenha expulsado Adão e Eva do Paraíso por desobediência e colocado uma maldição sobre o mundo, porque eles pecaram, e em decorrência de sua falta grave o pecado se disseminaria, o bondoso e misericordioso Criador demonstrou seu eterno amor à criatura. Seu amor pelo homem sempre soou mais estridente em seu coração.

A benignidade de Deus vai de eternidade a eternidade. Logo depois de expulsos, Deus iniciou a recuperação do homem, escrevendo na história do mundo seus mandamentos e estatutos, bem como a vinda de seu filho Jesus a fim de estabelecer o caminho da Salvação, o caminho de retorno ao Paraíso, de retorno à casa do Pai Celestial.

Observamos no decorrer de todo o Velho Testamento, a onipresente tarefa de Deus e Jesus Cristo de salvar o homem da condenação final e conceder-lhe a vida eterna, e seu consequente retorno ao Paraíso. Deus quer nesse ato de recuperação – que é chamado de conversão ao Caminho do Senhor – salvar o homem, desde que ele deseje ser salvo. Ele não quer a nossa destruição ou extermínio. Ele nos ama, porém cumpre o que prevê a sua justiça.

O Novo Testamento descreve a história da vida de um homem, que é Jesus Cristo. Jesus veio confirmar os mandamentos e estatutos estabelecidos nas Escrituras. Ele veio proporcionar meios de reescrever a sua história de vida, apresentando-lhe a opção da Salvação. Entenda que a vida não termina com a morte, por mais absurda que seja essa afirmativa. Ressuscitaremos em um novo corpo e conforme nossa escolha anterior à morte carnal, teremos a vida eterna, isenta de doenças e sofrimento. Jesus veio trazer a Palavra de Deus e, baseado nela, ensinar que o amor, a obediência e a justiça são os alicerces do Reino Celestial, que aqui devem ser incessantemente praticados.

Benefícios que este assunto pode proporcionar ao leitor

Ler a Bíblia jamais será perda de tempo. Ela é o Livro dos livros. Se você ler e estudar seu teor poderá encontrar várias respostas a perguntas que outros livros não te respondem. O texto não é rebuscado e de tão difícil compreensão. Qualquer dúvida pesquise no Google e ele te ajudará. Se lhe for possível procure alguém que já a tenha lido e tenha relativo entendimento de seu teor. A #Bíblia apresenta diversos conhecimentos que ajudam nos relacionamentos, tanto interpessoal (com outras pessoas) como no intrapessoal (de você com você mesmo). Veja algumas possibilidades no relacionamento intrapessoal:

Mudança de comportamento: compreendendo, por exemplo, que em nós existem duas naturezas – uma boa e outra má – e que não há como mudarmos isso em vista que são naturezas não somente carnais, com efeitos psicológicos, mas espirituais, que determinam nosso comportamento e pensamentos, podemos administrar de uma forma melhor a violência e a serenidade que existem em nós, controlando a primeira e maximizando a segunda. Jesus foi um homem sereno, e humilde de coração, que empregava o amor nas ações e pensamentos que tinha. Ele orava e na oração encontrava segurança e solução para seus problemas.

Sair da zona de conforto: abandonar a zona de conforto é literalmente mudar de direção, de rumo em sua vida, na condução dela. Buscar desafios não é loucura ou exibicionismo, mas sim reagir a dois tipos de situação que não percebemos na zona de conforto: ela pode realmente estar nos fazendo bem, dando progresso e realização em nossa vida; ou podemos estar “cegos” e devidamente “acorrentados” numa situação difícil, deprimente, estressante e com medo dos efeitos (consequências) tememos lutar, mudar o rumo das coisas. Se buscarmos pela fé a ajuda de Deus, Ele nos ajudará. Pode demorar mais do que esperamos, mas Ele não se esquecerá de você e nem te abandonará.

A Bíblia explica a origem de muitas coisas que em verdade não sabemos por que existem, como por exemplo, você sabe por que os #super-heróis têm poderes? Quem teve essa ideia? A criação dos poderes dos super-heróis se baseia no poder de Jesus Cristo como homem, em Deus que se fez carne. Jesus andou por sobre as águas, curou enfermos, loucos, endemoniados, ressuscitou mortos e por fim subiu aos céus. Se você observar muitos de nossos super-heróis apresentam poderes iguais ou muito semelhantes aos que Jesus realizou há mais de dois mil anos.

Isso é apenas um exemplo banal, porém existem muitos conhecimentos e informações magníficos no conteúdo do Livro Sagrado. Leia-o e pesquise sobre o que ele contém, não desanime diante do grosso volume, vale a pena, você conhecerá mais a sua própria natureza, sua maneira de ser e de agir, bem como a natureza e o comportamento das outras pessoas que o cercam.

Robert Thomaz

Ouça o #podcast deste assunto. CLIQUE AQUI

Robert

Robert Thomaz é escritor, poeta, autodidata, pesquisador, blogueiro. Dedica-se ao estudo e pesquisa de assuntos relativos à qualidade de vida, relacionamento intrapessoal, relacionamento interpessoal, saúde e bem-estar.

Website: http://sentimentoseletras.com.br

4 Comentários

  1. Frieda Meyer

    Não considera perda de tempo, pelo contrário, é ganhar tempo, pois em apenas um tomo lemos o que precisamos, seja para a vida em família, em sociedade e para cultura geral. É uma fonte de esclarecimentos atemporal. Eu leio desde criancinha e cada vez necessito mais ler. A cada vez que leio aprendo. É sem dúvida uma regra de prática e fé.

  2. Minha muito querida e estimada amiga Frieda Meyer! Como que me agrada e honra-me sua presença na reativação de meu blog. Fico muitíssimo feliz, obrigado. Com relação às suas palavras, endosso-as todas. A Bíblia é um livro necessário ao nosso crescimento não tão somente espiritual, mas como ser humano, sedento por conhecimento e crescimento interior. Para mim ela é muito inspiradora, em todos os sentidos.

  3. TERCIO RIBAS TORRES

    Excelente texto.
    Parabéns!

  4. Prezado Tercio Ribas Torres agradeço sua visita e seu elogio em relação ao texto lido. Fico feliz que tenha gostado do conteúdo. Muito obrigado e volte sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.