Como Fazer o Amor Durar

Ora você quando leu o título da postagem sorriu, achando que logo que chegasse aqui iria encontrar alguma fórmula milagrosa, alguma “receita do bolo”, a indicação de algum manual de “como fazer o amor durar” ou “como fazer o amor ser eterno durante o casamento”, etc.

Como Fazer o Amor Durar

Banner Fim de Artigo 500x200

Mas infelizmente não existe manual ou receita milagrosa para fazer o amor durar num relacionamento. Tanto no namoro como no concubinato, quanto no casamento “de papel passado” é fato complexo fazer o amor durar em vista que ele por si só já é natureza ampla e complexa. Mas o que é o amor?

Definindo o Que é Amor e o Que é Paixão

Conceitualmente, o amor é uma ligação afetiva profunda em relação à outra pessoa. O amor é precedido por um estado de grande euforia, de vibrante entusiasmo em relação a uma pessoa que conhecemos. Este estado é difícil de medir, de mensurar. Nós o conhecemos por paixão. A paixão pode durar desde alguns meses até anos, dependendo da natureza e peculiaridades da relação amorosa.

De certa forma, o amor começa com o aparecimento da atração que sentimos ao conhecermos uma pessoa. Sentimo-nos atraídos pela aparência, pela atitude, pela simpatia, e também pela inteligência que a pessoa apresenta. Quando esse conjunto de fatores se soma, subitamente surge a atração, que não é só física, mas principalmente psíquica.

Ficamos apaixonados, inconscientemente, pela mente da pessoa em vista que é nela que estão reunidos grande parte dos fatores que almejamos para nossa felicidade. É na mente que se forma a “química” que nos entrelaça, que nos faz desejar estar com a pessoa que amamos todo tempo ou o tempo todo. O amor é um sentimento gostoso, muito gostoso de vivenciar.

Essa atração nos disponibiliza um fascínio que nos domina os sentidos e o comportamento. Dependendo de sua qualidade e não quantidade, pode promover aquilo que chamamos de loucuras de amor. E isso ocorre tanto com os homens como as mulheres.

Cabe ainda lembrar, que o amor em sua grandeza e potencialidade nos concede carinho, desejo, paixão, fascínio, afeto, e tantos outros sentimentos. Mas também exige em contrapartida respeito, devoção, dedicação, comprometimento, intimidade e demonstração de zelo.

Outra Definição do Que é o Amor

Sabemos que o amor é um sentimento muito profundo e complexo, que até para os mais entendidos no assunto é difícil de definir. Contudo, cada um tem sua visão do amor e a minha é esta:

“O amor metaforicamente falando é uma grande árvore copada, de muitos galhos, flores, frutos e raízes… sendo que cada galho representa um dos sentimentos da estrutura emocional humana, como carinho, respeito, atenção, intimidade e tantos outros”. E sendo “uma árvore”, como tudo que tem vida, tem que receber água, sol, carinho, dedicação e compreensão. Estes são sentimentos essenciais para fazer o amor durar.

Como Fazer o Amor Durar 2

Temos que tratar o amor deste modo, porque “sem água” (paciência), ele irá secar; “sem sol” (compreensão), criado na obscuridade, perderá o vigor; “sem dedicação” (atenção) suas folhas murcharão e ele tenderá a perecer; e “sem compreensão” (que ele muda, não acaba simplesmente, transforma-se, amadurece) se acreditará que ele acabou.

A árvore que me refiro (o amor) tem muitas raízes. Estas raízes profundas são as bases que alimentam e fazem a árvore florescer. Elas são representadas por valores muito importantes e significativos no contexto amoroso. Veremos a seguir.

Existe fórmula mágica para o amor durar?

Valores Emocionais que Fazem o Amor Durar

A confiança

Nenhum relacionamento se constrói sem a “argamassa” da confiança. Ela é princípio fundamental e imprescindível para o sucesso de qualquer relação amorosa. Quando se rompe ou é ferida por quaisquer motivos, o equilíbrio, a saúde da relação tende inevitavelmente a mudar.

Como Fazer o Amor Durar 3

Não que a relação entre em irreversível declínio decorrente do fato, mas permanecendo a união, esta provavelmente adotará um novo molde, uma nova estrutura, não de desconfiança permanente, mas de atenção, de cautela em termos dos demais sentimentos.

Podemos entender que a confiança seria na relação um pensar nos interesses e objetivos do outro como se fossem seus, de maneira a dar-lhes atenção e relevância. Dentro do contexto da confiança ela está bastante vinculada a dois outros sentimentos fortes e importantes: a liberdade e a sinceridade.

A liberdade

A liberdade de cada um dentro da relação amorosa é fator muito importante e que deve ser respeitado e preservado para que o outro não se sinta sufocado, asfixiado, e este por sua vez deve primar pela solidez da confiança do primeiro.

Como Fazer o Amor Durar 4

Devemos ser livres, mas devemos ter consciência que a liberdade no namoro, noivado e casamento deve respeitar certos limites. Limites estes que não cheguem a ferir os sentimentos do outro.

A sinceridade

A sinceridade é relevante e inerente à cumplicidade. Falar a verdade e ouvi-la sem críticas corrosivas inicialmente é imprescindível para que um confie e admire o outro. Somos sinceros na medida em que a pessoa que amamos não nos faz de um poço de críticas, que é capaz de nos ouvir e não simplesmente nos olhar de cima.

A paciência e a compreensão

Paciência é uma das raízes mais profundas e densas no relacionamento amoroso. Na vida contemporânea muitos fatores contribuem para o nosso desgaste emocional, arremessando-nos ao limite da tolerância. Deve-se saber ceder, procurar entender o limite de cada um e procurar administrar os conflitos e dificuldades diárias que surgem na relação.

Rodin le penseur

A paciência está irmanada a compreensão. Há que se compreender o outro, suas possibilidades e limitações. Quem depois de um dia de trabalho exaustivo, não chega ao lar e demonstra-se estressado (a), sem vontade de conversar, com semblante preocupado e irritado?

Cabe nestes momentos exercitar o atributo da paciência, deixando que o companheiro relaxe a sua maneira, que volte ao universo sereno da relação do seu próprio modo. Se ele (a) quiser conversar, deixe que a iniciativa parta dele (a) e nunca aborde assuntos delicados numa situação dessas. Essas abordagens são fogo em combustível. Explosão na certa.

O companheirismo e a cumplicidade

O companheirismo e a cumplicidade são raízes que se unem no encontro do tronco da árvore do amor. Ambos valores são fundamentais para que nos momentos difíceis, tormentosos, como doenças e crises, exista uma ajuda tão próxima do nosso coração que não seja necessário falarmos: o outro, pelo olhar, pelo nosso semblante percebe e entende o que dizer ou fazer.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O respeito e a admiração

O respeito e a admiração devem estar sempre aquecidos. São valores que não devem e não podem “dormir” numa relação amorosa. Enquanto você admira e respeita o outro, faz concessões, admite pequenos erros e falhas, não deixando que eles minem a estrutura do amor. No plano do respeito faz-se necessário ouvir e aceitar as diferentes ideias do outro, sem assaltá-lo de críticas mordazes ou impor sua opinião ou ideia pessoal.

O Amor Necessita de Atenção e Devoção

Existem outros valores e atributos importantes no amor, mas todos devem focar a saúde e a harmonia da relação amorosa. O relacionamento deve ser marcado pela presença de todos estes valores, em intensidade maior ou menor, mas todos devem estar presentes e ativos.

O amor necessita de atenção e devoção. Atenção no sentido de sempre estarmos atentos a nossa conduta e necessidades, bem como na conduta e necessidades daquele (a) que aceitou compartilhar sua vida conosco. Devoção no sentido de dedicarmo-nos zelosamente pela saúde do relacionamento amoroso não permitindo que fatores internos ou externos causem seu desequilíbrio ou destruição.

Como Fazer o Amor Durar (8)

Você pode gostar desse outro artigo:

“Como Solucionar Assuntos Mal Resolvidos no Casamento”

Banner Siga me Twitter

Finalizando, o diálogo sincero e o desejo real que a relação amorosa exista para o bem e crescimento de ambos é que ela fazê-la tornar-se uma união sólida, saudável e duradoura. Fazer o amor durar só depende de ambos os corações.

Robert  Thomaz

Banner Compartilhamento II 300x120

Banner S&L Final de Post

Robert

Robert Thomaz é escritor, poeta, autodidata, pesquisador, blogueiro. Dedica-se ao estudo e pesquisa de assuntos relativos à qualidade de vida, relacionamento intrapessoal, relacionamento interpessoal, saúde e bem-estar.

Website: http://sentimentoseletras.com.br

2 Comentários

  1. Essa matéria esta soberba! Muitas dicas e informações, discernindo bem o que é amor e paixão! Maravilha!

  2. Robert

    Prezada Lace Luiza agradeço seu elogioso comentário e fico feliz que as dicas e informações seja valiosas para seu crescimento interior. Tudo de bom para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.