Deadpool pode mudar sua maneira de enfrentar a vida

Banner Fim de Artigo 500x200

Deadpool. Ryan Reynolds. Wade Wilson. Três personalidades impressionantes ocupando o mesmo corpo. Pouco conhecido até então, Ryan Reynolds cedeu seu corpo bem modelado por sessões de musculação ao mercenário Wade Wilson, que mal pode aproveitá-lo o suficiente e cedeu espaço ao ego mais forte e marcante chamado de Deadpool. Este também conhecido por Mercenário Tagarela que veio conquistar e apaixonar multidões por todo o planeta vista a última estatística de arrecadação de bilheteria na cifra estonteante de U$ 500 milhões.

Tudo muito bonito e impactante por não dizer hilariante como o próprio personagem, contudo como Deadpool, um anti-herói ficcional do universo dos X-Men, pode fazer diferença em sua vida real? Uma vida cheia de momentos difíceis, depressivos, viciosa ansiedade, stress alucinante, recorrente falta de dinheiro, inconstante falta de sexo e tantos outros problemas que te afastam da desejada harmonia espiritual e felicidade?

Este conteúdo pode parecer uma piada, mas não é. Realmente não é. Se eu fosse você lia o artigo até o final porque tenho certeza que ele vai te interessar.

Deadpool pode Mudar A

Deadpool como Referência para uma Mudança Real

Adotar Ryan Reynolds na identidade icônica de Deadpool como referência para mudanças interiores é uma escolha expressiva e de grande influência no contexto de uma transformação de ordem emocional e psicológica.

Porque escolher Deadpool como referência para uma mudança no rumo de sua vida impregnada dos problemas que citei no início do conteúdo?

O personagem Deadpool seria o caminho certo a seguir?

O caminho certo a seguir será aquele no qual você mire sua harmonia interior e o alcance da felicidade. Vejamos como e por que Deadpool pode ajudar você a elevar sua vida para o próximo nível, um nível superior.

Deadpool pode Mudar C

Vamos primeiro falar sucintamente sobre o enredo do filme para que tenhamos uma importante visão holística das personagens Deadpool, Wade Wilson e do ator Ryan Reynolds.

Wade Wilson é um ex-agente das Forças Especiais que se tornou mercenário na busca de sua sobrevivência inexpressiva e sem grandes emoções. Sua vida tranquila, que se passa entre frequentar um bar de mercenários e ganhar o pouco para o próprio sustento, se assim podemos dizer, muda quando ele conhece uma prostituta chamada Vanessa Carlysle (Morena Baccarin), por quem se apaixona perdidamente.

A relação do casal esquenta pelas cenas de sexo insinuante que contracenam e que “apimentam” o filme, dando-lhe um suave viés romântico. Aqui cabe ressaltar a maneira muito particular de Ryan Reynolds atuar, diferentemente de outros atores no telão. Se você observar sua atuação em outros filmes, quando ele atua em cenas de amor, de romantismo, Reynolds encara a cena como algo real, como se estivesse mesmo apaixonado pela mulher com a qual faz o par romântico, e isso dá um realismo que cativa o espectador, apaixonando aqueles que seguem o seu trabalho. Essa qualidade especial na atuação contrasta bastante com a violência/vingança apresentada por Deadpool.

Wade Wilson descobre que está com um câncer terminal. A vida feliz e apaixonada por Vanessa desmorona, mas a bela morena manifesta apoio incondicional ao amor de sua vida na luta contra a doença. Surge a oportunidade de cura que deixa Wade indeciso e inquieto por desconhecer as reais consequências do fantástico e estranho tratamento.

Deadpool pode Mudar X

Ele decide submeter-se ao tratamento desconhecido e inusitado e cai nas mãos de um louco mutante chamado Ajax e de uma musculosa que o fazem sofrer absurdas torturas na busca dos efeitos desejados (transformação genética mutante). O torturante tratamento cura-o da enfermidade e o agracia com o superpoder de cura acelerada e com novas habilidades, além de um humor negro distorcido.

Deadpool vai à caça de Ajax e da musculosa para vingar-se da cruel transformação que sofreu: virou um imortal “amaldiçoado” pela aparência de ser um misto de fezes, vômito e metralhadora giratória que nenhuma prostituta se atreveria a transar.

Deadpool pode Mudar D

Humor negro à parte, vamos ao teor relevante que Deadpool pode realmente ajudar você, e quem quer que seja, a melhorar a vida.

Você deve estar ainda se perguntando por qual (is) motivo (s) adotar o personagem Deadpool como modelo para uma verdadeira mudança interior?

O personagem na figura de Ryan Reynolds demonstra que se o indivíduo é vítima ou refém de uma dor, efeito de um problema, somente uma mudança o levará a solução (cura). Mesmo que os efeitos dessa mudança deixem marcas que possamos nos arrepender, porém mais vale eliminar uma dor do que viver eternamente com ela a impedir sua felicidade.

Inúmeras vezes na vida faz-se necessário tomar uma atitude quando realmente se deseja ser feliz. Não é possível ficar sofrendo, sentindo uma dor profunda, asfixiante e nada se fazer. Se nada se faz é porque a autoestima está baixa ou se está tão doente com a dor e o problema que o indivíduo se torna um viciado na dor, ou seja, ela lhe traz um prazer mórbido que aparentemente o satisfaz de uma forma inusitada, mas no fundo cada vez mais o arrasta para a morte psicológica e depois física. Para se curar da dor é fundamental a mudança, enfrentar o problema por mais difícil que ele possa parecer.

Por exemplo, estou passando por uma situação muito difícil na vida de qualquer pessoa que casou amando profundamente, passou 25 anos ao lado de uma pessoa amando-a de todas as formas possíveis e imagináveis e ela foi capaz de jogar todo o meu sonho de felicidade e de minhas filhas na lama (dupla traição). E como não ficar sofrendo com um desastre desses?

Para toda dor existe um tempo de luto. Precisamos que serenar a consciência (o espírito), suportar a dor, equacionar o problema, e depois organizar nossa consciência para combatê-lo e administrar essa guerra interior.

Mudança. Cair em depressão é fato totalmente normal para quem tem um grave abalo emocional e psicológico em sua vida, porém não se pode deixar que a dor causada pelo problema se eternize, crie raízes como uma árvore e gera frutos amargos. Não queremos ser felizes? Então temos que mudar, e mudança não se constitui em coisa fácil, em qualquer situação. Pelo contrário.

O plano de ação é mudar, é criar um caminho alternativo para a vida que continua. A dor deve ser eliminada e o problema ser superado. Isso somente se conseguirá com o seguir por outro caminho. Procure entender, seguir por outro caminho não significa fugir do problema. Se você pensar assim a dor permanecerá, se eternizará, e você irá mergulhar numa depressão cada vez mais profunda.

Seguir por outro caminho é enfrentar com todas as forças interiores a causa do problema, por mais dolorosa que ela seja e possa parecer. Todo enfrentamento psicológico no início nos parece muito maior do que é realmente e achamos que somos menos fortes do que é necessário para vencê-lo.

Essa reação é normal e rotineira de todo ser humano. Faz parte de nossa natureza acreditar que o problema a enfrentar é muito maior do que nossa capacidade para solucioná-lo. Isso é um erro. Podemos sim resolver qualquer problema, e quando não o resolvemos é porque na realidade acabamos por desistir da luta, não tivemos paciência e perseverança em lutar.

Deadpool pode Mudar EGladiadores lutando

Mudar significa demolir posturas, princípios, comportamentos anteriormente estabelecidos. É destruir parte, para construir novas e sadias estruturas por dentro de si mesmo. Essa destruição deve ser controlada, equilibrada para que não haja uma ruptura com a lógica vigente em sua vida e personalidade. Deve-se mudar visando a melhora na qualidade de vida, nos relacionamentos, na saúde e bem-estar pessoal.

Deadpool enfrentou um câncer terminal como Wade Wilson e aceitou a mudança para acabar com a dor emocional e psicológica que a conscientização de estar com câncer traz a todos os portadores deste mal aterrorizante. Mudar, enfrentar o problema de frente exige paciência, perseverança e fé em si mesmo, virtudes necessárias – que você tem, todos têm – que vão ajudá-lo a eliminar a dor e superar o problema.

Se você ainda não viu o filme Deadpool vá ver, e assista-o sob a ótica que estou apresentando neste conteúdo. Depois tenha um momento de reflexão a respeito e pense, pense se não vale a pena mudar sua maneira de enfrentar a vida e os problemas que ela apresenta impedindo que você alcance sua felicidade.

Deadpool pode Mudar F

Benefícios que este Conteúdo pode Proporcionar ao Leitor

Mudar, mudança, coragem, paciência, perseverança e fé em si mesmo (a). Não fique com medo, enfrente seu problema, lute bravamente com ele travando uma luta dentro de você mesmo (a). Faça a demolição daquilo que está te ferindo e reconstrua-se por dentro, buscando o devido equilíbrio nesta luta.

Se for preciso procure um terapeuta. Essa ideia de quem procura um psicólogo ou psicoterapeuta é louco, é coisa do passado, não tem consistência nos dias atuais. Quem assim pensa e fala é quem tem medo de realmente conhecer seus medos, dores e problemas quando apontados por estes profissionais. Viver sofrendo é que é coisa de louco. Liberte-se da dor que te oprime e impede de ser feliz.

Mude para melhor, para ser feliz e próspero. Planeje a mudança baseando-se nos quesitos já citados: coragem, paciência, perseverança e fé em si mesmo (a).

A mudança emocional e psicológica realizada vai melhorar sua qualidade de vida e elevar seu nível de felicidade.

Acredite que vale a pena todo o esforço e empenho na conquista desejada (mudança positiva). Mude para ser feliz inspirando-se na decisão do personagem Deadpool/Wade Wilson.

Deadpool pode Mudar G 

Você pode gostar desse outro artigo:

“10 Dicas para Reduzir os Conflitos de Relacionamento

Robert Thomaz

Banner S&L Final de Post

Banner Twitter 2

Banner Compartilhamento II 300x120

Robert

Robert Thomaz é escritor, poeta, autodidata, pesquisador, blogueiro. Dedica-se ao estudo e pesquisa de assuntos relativos à qualidade de vida, relacionamento intrapessoal, relacionamento interpessoal, saúde e bem-estar.

Website: http://sentimentoseletras.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.