Nos relacionamentos você se considera o herói ou o vilão?

Banner Fim de Artigo 500x200

Herói ou vilão. Certamente em algum dia de sua vida você encontrou dificuldades em se definir como herói ou vilão de seus relacionamentos.

Você seria um herói para si mesmo ou um vilão no relacionamento intrapessoal que se constitui na capacidade do indivíduo administrar seus pensamentos, sentimentos, emoções, desejos e medos?

E no caso do relacionamento interpessoal, que abrange sua relação pessoal com familiares, amigos, colegas de trabalho, superiores profissionais e desconhecidos, você poderia se definir como uma pessoa afável, atenciosa, altruísta? Ou é uma pessoa introspectiva, arrogante, indiferente, fria e focada somente em objetivos pessoais e profissionais da empresa na qual é funcionário?

Neste conteúdo abordarei a figura do herói e do vilão, para que você possa conhecer mais um pouco de si mesmo (a), dos familiares e colegas de trabalho e, consequentemente, buscar melhores níveis de qualidade de vida, saúde e bem-estar.

Se eu fosse você lia esse artigo até o final porque tenho certeza que ele vai te interessar.

Nos Relacionamentos Você é o Herói ou o Vilão X1

Herói ou Vilão? Conheça os Conceitos e suas Naturezas

Temos duas visões distintas de nós mesmos. Uma seria aquele conteúdo no qual acreditamos ter um determinado perfil segundo nossos pensamentos, sentimentos, emoções e comportamentos. A outra seria como realmente as pessoas que habitam nossos relacionamentos nos veem e nos interpretam. Podemos ser bons para nós mesmos, contudo podemos ser maus aos olhares alheios.

A figura do herói se constitui num modelo desejável, admirado e contemplado por todos com os quais mantêm um relacionamento. O contexto onde está inserido deve ser compreendido da seguinte maneira:

Herói – Desde os primórdios da vida de um indivíduo, em termos de conteúdo presente em seu complexo mental, ele apresenta um universo de carga hereditária no qual herda princípios oriundos da fusão genética dos pais. Contíguo a este universo existe outro, que será preenchido por suas experiências nos ambientes que viverá ao longo de sua existência.

Nos Relacionamentos Você é o Herói ou o Vilão A1

No decorrer de seu crescimento físico e mental a figura do herói passa a confrontar-se com diversos aspectos do meio ambiente imediato em que vive. Os confrontos mentais que se estabelecem em seu complexo mental causar-lhe-ão desconforto e ansiedade, em vista que lhe exigem escolhas a serem realizadas. Ele realmente será um herói em sua vida ou mergulhará no âmago do vilão?

Nos Relacionamentos Você é o Herói ou o Vilão D

Nestes confrontos mentais o herói se depara com a figura do pai e suas raízes familiares básicas. Seu universo preenchido pela carga hereditária exige que ele se defina pelo perfil do pai que lhe serve de modelo, de farol orientador ou busque princípios que lhe servirão de base e se constituirão em seu perfil definitivo. É lícito afirmar que esse estado conflituoso se estabelece nos períodos da pré-adolescência e adolescência. Neles ocorre a escolha e definição do perfil definitivo do indivíduo.

Até que estes fatos (escolha e definição do perfil) se definam ocorre o despertar de uma força interior que rompe barreiras. Externamente, ela pode ser observada nos seguintes comportamentos do indivíduo: conflitos de geração, atos de rebeldia jovial, introspecção, delinquência juvenil, tristeza, depressão.

No evento seguinte o herói se emancipa de suas raízes, entretanto passa a confrontar-se com seu alter-ego, uma personalidade – que pode ser muito semelhante a do pai ou pessoa que o influencia – de caráter dominante, que objetiva a sua adoção como perfil definitivo.

Após o evento de confrontação, o indivíduo percorre uma revisão de seus valores individuais. Ele (o herói) se identifica com o perfil no qual será bondoso, piedoso, prestimoso, atencioso, altruísta (que demonstra amor desinteressado pelo próximo), carinhoso, simpático, empático, etc. Em síntese, será um perfil com fortes tendências positivas e encaminhadas ao sucesso amoroso, pessoal e profissional.

Nos Relacionamentos Você é o Herói ou o Vilão C

Finda a revisão de valores – atributos e qualidades – o indivíduo ingressa num evento no qual vivencia a discussão interior de sua vocação de herói. Ele se questiona se suportará o papel de ego-herói desejado, abrindo mão da outra modalidade (vilão). Feito a escolha ocorre a transcendência. O indivíduo, consciente ou não de sua decisão, assume o perfil de ego-herói promovendo a morte de valores antigos não presentes no perfil assumido.

O contexto onde está inserido o vilão pouco difere do herói. Suas diferenças surgem a partir do evento de revisão de valores individuais. O indivíduo será um vilão quando se identifica com o perfil no qual será maldoso, arrogante, indiferente, parcial, impiedoso, frio, egoísta, falso, infiel, traiçoeiro, com várias ausências de valores positivos. Em síntese, será um perfil com fortes tendências negativas, que buscam prejudicar o próximo. O vilão não se conduz com tanta veemência ao sucesso próprio, que poderá ser meramente ocasional.

O vilão em sua vivência nociva objetiva a satisfação própria, calcada na derrota ou fracasso alheio, independente dos efeitos que possam advir para ele e sua vítima. A vítima é qualquer indivíduo que cruze seu caminho e possa lhe servir de alvo. Sua vida oscila entre fracassos, derrotas e alcances esporádicos de sucesso amoroso, pessoal e profissional.

Nos Relacionamentos Você é o Herói ou o Vilão J

Quando a personalidade não se define pelo Herói ou pelo Vilão

Embora o indivíduo enfrente os ritos de passagem citados na seção anterior ocorrem casos em que não adota de maneira definida o perfil de herói e nem de vilão. Quando isso ocorre podemos definir que seu perfil é híbrido, sendo dominante o perfil do vilão que usa o perfil de herói como mecanismo de defesa nos momentos e circunstâncias que lhe são desfavoráveis. Em síntese, seria a pessoa falsa, hipócrita, que se passa por boa pessoa, mas articula tramas, vinganças e promove a discórdia, causando dor, sofrimento e infelicidade.

Nos Relacionamentos Você é o Herói ou o Vilão A2

Atuação do Herói e do Vilão nos Ambientes Familiar e Profissional

O indivíduo com perfil de herói no âmbito familiar tem sua atuação caracterizada por promover ações que valorizem a qualidade de vida própria e de seus familiares. Ele se preocupa com a harmonia, a alegria, a felicidade própria e dos entes queridos. Suas ações são focadas na qualidade dos relacionamentos, rumando sempre em direção da felicidade, saúde e bem-estar. Ele serve de esteio à família por ocasião das intempéries da vida, proporcionando-lhe segurança física e financeira, estabilidade emocional, apoio moral e cognitivo, saúde e bem-estar. Os membros da família tem em seu perfil um modelo a ser seguido.

Nos Relacionamentos Você é o Herói ou o Vilão E

No contexto profissional, o herói é visto como figura clara do altruísmo, da bondade, do companheirismo, da segurança emocional. Sua atuação beneficia a todos que com ele tem contato e dele necessitam para alçar melhores postos e remunerações. O herói na profissão não apresenta caráter invejoso e nem pratica qualquer ato nocivo à felicidade e realização profissional de seus colegas de trabalho. Daí concluir-se que seu sucesso profissional é efeito de seu perfil valoroso e meritório.

Nos Relacionamentos Você é o Herói ou o Vilão 50Nos Relacionamentos Você é o Herói ou o Vilão 44

O indivíduo com perfil de vilão no âmbito familiar tem sua atuação caracterizada por promover ações que desarticulam, desarmonizam a vida de todos integrantes da família. Suas ações visam apenas obter benefícios próprios, independente se irão causar danos ou prejuízos a algum familiar. Ele pouco ou não valoriza o aspecto da qualidade de vida própria e dos familiares.

Sua preocupação é a satisfação própria e conquista egoística de benefícios financeiros ou patrimoniais. Envolve-se em ações e práticas ilícitas e condenáveis, tem comportamento permissivo e pernicioso, comprometendo a educação e formação de membros mais novos da família.

Os membros da família que tem tendência em adotar o perfil do vilão acabam por identificar-se com ele. Ele não somente torna a família insegura, mas estimula a ocorrência de intempéries da vida, causando medo, desgosto, insegurança, tristeza, decepção e angústia. Os relacionamentos familiares estão constantemente em declínio e fragmentação.

Nos Relacionamentos Você é o Herói ou o Vilão F

No contexto profissional, o vilão é visto como figura clara do egoísmo, da desarmonia, da falta de atenção e amizade maléfica. Ele promove conluios objetivando a derrota, fracasso e infelicidade dos colegas de profissão. Sua atuação no ambiente de trabalho se baseia na falsidade, na apresentação oportuna de um perfil de herói visando o alcance de benefícios e benesses.

No ambiente profissional o vilão articula ações que o façam alçar voos mais altos e maiores, nos quais abrirá o cárcere da derrota, do fracasso, da infelicidade aos amigos e colegas de trabalho comprometendo a qualidade dos relacionamentos. Seus interesses são totalmente voltados para sua satisfação pessoal e profissional onde figuram o poder, o dinheiro e a fama.

Robert  Thomaz

Você pode gostar desse outro artigo:

“03 Ferramentas Poderosas para Ser Feliz no Casamento”

Banner S&L Final de Post

Banner Twitter 2

Banner Compartilhamento II 300x120

Robert

Robert Thomaz é escritor, poeta, autodidata, pesquisador, blogueiro. Dedica-se ao estudo e pesquisa de assuntos relativos à qualidade de vida, relacionamento intrapessoal, relacionamento interpessoal, saúde e bem-estar.

Website: http://sentimentoseletras.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.