Se eu fosse você me preocuparia com a hipertensão

Banner Fim de Artigo 500x200

Se você é jovem certamente não está preocupado com a hipertensão, mas já ouviu falar dela…

 Se é jovem não está preocupado com a hipertensão porque acha que viverá muito porque pensa que hipertensão é doença de velho…

 Agora se você é adulto e está chegando aos quarenta anos de idade… como o jovem que leu as frases anteriores, deve ler este artigo até o final.

Se Eu fosse Você me Preocuparia com Hipertensão 1

Infarto

Hipertensão: o que significa e suas causas

A hipertensão, hipertensão arterial ou como é mais conhecida como “pressão altaé uma doença incurável, mas que pode ser plenamente controlada. Ela se caracteriza pela elevação dos níveis tensionais do sangue e ocorre quando nossas artérias perdem a capacidade de contrair e dilatar, passando a apresentar alguma resistência à passagem do sangue.

Patient is being observed by doctor - measuring blood pressure

Durante o bater ritmado, o coração contrai e bombeia sangue para todo o corpo humano. Essa ação ou força cria uma pressão sobre as artérias e é chamada de pressão arterial sistólica e seu valor normal é de 120 mmHg (milímetro de mercúrio).

Existe também a pressão arterial diastólica, observada quando o coração está em repouso, entre uma batida e outra. Seu valor normal é 80 mmHg. Então quando vamos ao médico, em consulta de rotina, ele costuma medir nossa pressão arterial e logo perguntamos:

“Como está a minha pressão doutor?”

“Ah, você está bem… está 12 por 8…”

Isso significa que sua pressão arterial está dentro da normalidade. Mas nem sempre é assim. Quando a pressão arterial sistólica é de 140 ou mais, o diagnóstico é de hipertensão. O mesmo é verificado se a pressão arterial diastólica for igual ou superior a 90.

Se Eu fosse Você me Preocuparia com a Hipertensão D2

Embora a medida da pressão seja um indicativo para se diagnosticar a hipertensão, ela não define isoladamente se a pessoa é um hipertenso. É importante uma avaliação mais específica para que se defina se a pessoa tem ou não hipertensão. Veja alguns fatores de risco (causas) que influenciam a definição:

  • Estresse
  • Sedentarismo
  • Obesidade
  • Níveis elevados de colesterol
  • Consumo de bebidas alcoólicas
  • Exagerado consumo de sal
  • Tabagismo
  • Diabetes
  • Sono inadequado

Realizando-se mudanças no estilo de vida com o propósito de amenizar ou eliminar os fatores de risco são medidas que podem ter um forte impacto na qualidade de vida do indivíduo que apresenta a hipertensão, evitando sua morte prematura ou incapacidade física.

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) se os principais fatores de risco fossem eliminados pela mudança do estilo de vida, cerca de 80% das doenças do coração, derrames e diabetes tipo 2 poderiam ser evitadas.

Se Eu fosse Você me Preocuparia com a Hipertensão D4

Se Eu fosse Você me Preocuparia com a Hipertensão D6

Se Eu fosse Você me Preocuparia com a Hipertensão D9

Se Eu fosse Você me Preocuparia com a Hipertensão 10

 Sintomas da Hipertensão

Existe um dito nos círculos médicos que a hipertensão é uma doença “democrática” porque afeta homens e mulheres, brancos e negros, ricos e pobres, idosos e crianças, jovens e adultos, gordos e magros, pessoas calmas ou nervosas (estressadas).

Se Eu fosse Você me Preocuparia com a Hipertensão 11

Se Eu fosse Você me Preocuparia com a Hipertensão D12

Segundo pesquisas, em 90% dos casos a hipertensão é herdada dos pais. Estima-se que 25% da população adulta brasileira sofra de hipertensão, sendo que esse parâmetro chega a 50% após os 60 anos de idade. Em torno de 5% gira o valor de crianças e jovens afetados pela doença.

Daí, você que é jovem tomar seus cuidados. Pelo menos uma vez por ano vá ao médico ou a uma farmácia – eles prestam gratuitamente este serviço – e solicite que meçam sua pressão arterial. Mas não vá num dia de muita agitação ou de noite mal dormida que certamente ela apresentará um “falso positivo”, um valor da pressão arterial que não expressa a realidade. Caso isso ocorra, volte a fazer outro dia em melhores condições de saúde. Se o valor permanecer procure um médico.

Se Eu fosse Você me Preocuparia com a Hipertensão D3

A hipertensão pode se apresentar com os seguintes sintomas: dores no peito, dores de cabeça, tonturas, fraqueza, visão embaçada, sangramento nasal e zumbido no ouvido.

Se Eu fosse Você me Preocuparia com a Hipertensão D14

Se Eu fosse Você me Preocuparia com a Hipertensão D15

Danos Causados pela Hipertensão

As principais doenças causadas pela hipertensão estão relacionadas ao estreitamento dos vasos. Veja quais são:

– A visão pode ser afetada porque as artérias do fundo do olho são bastante similares às cérebro e do coração;

– Pode causar a atrofia do músculo cardíaco e em consequência gerar a arritmia cardíaca;

– Pode causar também doença renal crônica em vista que o rim por ser muito vascularizado sofre diversas consequências pelos danos por ela causados;

– E pode causar o Acidente Vascular Cerebral (AVC) por infarto agudo do miocárdio.

Se Eu fosse Você me Preocuparia com Hipertensão 4

É importante ressaltar que qualquer combinação de fatores de risco torna muito mais grave a situação do portador de hipertensão. Em média, um hipertenso que não controla a doença. Podemos observar que a hipertensão não é uma doença que pode ser menosprezada por jovens e adultos.

No Rio Grande do Sul conheci um rapaz de apenas vinte e sete anos, aparentemente saudável, de boa qualidade de vida, que jogava futebol de salão todos os fins de semana. Segundo a família, anteriormente ele nunca se queixara de dores no peito. Num fim de semana, após uma partida de futebol, em casa depois do banho, ele gritou pela mãe de dentro do quarto. Ao chegar, ela o encontrou caído no chão do quarto com as mãos no peito. Ele já havia falecido.

Se Eu fosse Você me Preocuparia com Hipertensão 6

Medidas de Prevenção e Controle

Na medida que o ser humano envelhece sua pressão tende a aumentar e uma das medidas visando a prevenção e sua qualidade de vida é medir sempre que possível a pressão arterial. As orientações a seguir são algumas medidas que visam prevenir e promover o controle da hipertensão:

  • Constatada a hipertensão, não basta tomar os remédios para controlar os níveis da pressão arterial elevada. Há que se adotar um novo estilo de vida visando aprimorar e adaptar sua qualidade de vida;
  • Seja comedido no uso do sal. Não leve o mineral para a mesa em vista que a tendência é colocar mais sal na comida. Ele não deve faltar na dieta dos hipertensos, contudo deve ser usado com moderação;
  • Não fume ou abandone o tabagismo. Além de causar outros danos ao organismo, o cigarro estreita o calibre das artérias dificultando ainda mais a passagem do sangue;
  • Se não for hipertenso, meça a pressão arterial pelo menos uma vez por ano. Caso seja meça com a regularidade de pelo menos uma vez por semana;
  • Adote uma dieta rica em frutas, cereais integrais e laticínio de baixo teor de gordura. Você estará ingerindo mais potássio, magnésio e cálcio e menos sódio, sendo os primeiros nutrientes necessários a redução da pressão arterial elevada;
  • O estresse pode aumentar a pressão arterial. Procure fazer atividades físicas diariamente, realizar técnicas de relaxamento e psicoterapia que auxiliam no controle do estresse e da pressão arterial.

ROBERT THOMAZ 

Você pode gostar desse outro artigo:

“O que Você deve Saber sobre o Ácido Fólico”

Se Eu fosse Você me Preocuparia com a Hipertensão 7 Banner S&L Final de Post

Banner Twitter 2

Banner Compartilhamento II 300x120

Robert

Robert Thomaz é escritor, poeta, autodidata, pesquisador, blogueiro. Dedica-se ao estudo e pesquisa de assuntos relativos à qualidade de vida, relacionamento intrapessoal, relacionamento interpessoal, saúde e bem-estar.

Website: http://sentimentoseletras.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.