Perdas e aquisições: Saiba por que são o protocolo da mente

Banner Fim de Artigo 500x200

Perdas e aquisições. Subtrações. Ganhos. Ansiedade. Superações. Encarceramento. Liberdade. Dor. Alegria. Sofrimento. Felicidade.

Você percebeu a distinção abissal entre as duas naturezas que interagem entre si e que comandam e regulam todas as ações que ocorrem no complexo da mente humana?

Sim, as perdas e aquisições regulam a articulação e o funcionamento de nossa mente promovendo, dependendo da circunstância, ganhos significativos ou perdas relevantes tanto na área do relacionamento intrapessoal como interpessoal.

E por que perdas e aquisições são protocolo da mente humana?

Aquisições e Perdas são o Protocolo da Mente A1

Aquisições e Perdas são Naturezas que Interagem no Complexo Mental

Aquisições são todas as formas que o complexo mental (nosso cérebro) entende como valores que se adicionam, se aglutinam aos valores já estabelecidos no contexto psicológico da memória e da personalidade do indivíduo.

Normalmente, as aquisições refletem valores psicológicos que proporcionam alegria, prazer, júbilo, exaltação, satisfação, felicidade. Da mesma forma que as perdas, elas redundam em mudança significativa na evolução do indivíduo.

As aquisições podem ser provocadas por uma natureza interna ou externa.

Aquisições e Perdas são o Protocolo da Mente A2

Quando se tem uma aquisição provocada por natureza interna, o complexo mental entende que ela surgiu em decorrência de lembranças, reflexões, pensamentos e mudanças de comportamento do indivíduo ou por algum outro fator armazenado na memória que lhe serve de causa.

Quando se tem uma aquisição provocada por natureza externa, o complexo mental entende que ela surgiu em decorrência de fato, ação ou objeto externo que lhe serve como causa.

Tanto no caso de natureza interna como externa, o complexo mental entende que deve se articular e se estruturar no sentido que o indivíduo faça uma mudança relevante em sua ampla estrutura comportamental (sentimentos, emoções, pensamentos, comportamentos, ações e reações, etc.).

Aquisições e Perdas são o Protocolo da Mente A3

Aquisições e perdas ocorrem em decorrência de uma necessidade de mudança. O indivíduo confronta-se com um dilema que lhe exige uma escolha. Essa escolha resultará em uma aquisição ou em uma perda. Será uma aquisição se seus demais efeitos forem positivos e uma perda se eles forem negativos.

A escolha realizada e a decisão tomada resultarão em aquisição ou perda, que poderá gerar felicidade, saúde, satisfação, prazer ou sobrevivência – caso seja uma aquisição – ou infelicidade, doença, dor, melancolia, depressão, suicídio e morte – caso seja uma perda.

Veja exemplos de aquisições:

O homem ao longo de sua história desenvolveu sua mente em função da necessidade de sobrevivência.

Essa necessidade demandou a criação de inventos (aquisições) como a roda, martelo, ferramentas, máquinas, veículos, etc. que lhe permitissem se locomover mais facilmente e com conforto, que lhe facilitassem a construção de moradias e instalações (aquisições), que diminuíssem seu esforço físico e mental na construção de máquinas e equipamentos (aquisições) necessários a sua sobrevivência, poder e evolução.

O homem e a mulher no relacionamento sexual buscam conhecimentos e informações (aquisições) relativos à sua proteção e preservação, bem como o seu desempenho sexual visando sua autossatisfação e de seu parceiro.

O indivíduo ao ter a perda de um ente querido (pai, mãe, irmão, amigo) sofre profundamente com o fato e sofrerá muito mais com o não existir mais do indivíduo querido e amado. A perda em si não gera a aquisição, mas sim a circunstância em que esta enquadrada. O contexto da perda é que exige aquisições.

Se na perda do ente querido o complexo mental do indivíduo não se articular e se estruturar no sentido que ele passe a viver em função da vida que lhe resta e não de um sofrimento baseado na perda ocorrida, ele nunca mais poderá ser feliz ou proporcionar felicidade aos que fazem parte de seu convívio.

Nos exemplos acima fica mais claro perceber-se o valor e a importância das aquisições para a felicidade, prazer e alegria de um indivíduo e das pessoas que convivem com ele.

Aquisições e Perdas são o Protocolo da Mente A4Aquisições e Perdas são o Protocolo da Mente A5

Perdas são todas as formas, com caráter negativo, que o complexo mental entende como valores que se adicionam, se aglutinam aos valores já estabelecidos no contexto psicológico da memória e da personalidade do indivíduo.

As perdas resultam em valores psicológicos que geram tristeza, dor, insatisfação, melancolia, ansiedade, medo, insegurança, depressão e infelicidade. Da mesma forma que as aquisições, elas redundam em mudança significativa na evolução do indivíduo, mas de forma negativa.

As perdas podem ser provocadas por uma natureza interna ou externa.

Quando se tem uma perda provocada por natureza interna, o complexo mental entende que ela surgiu em decorrência de lembranças e pensamentos negativos, que lhe causam insatisfação e sofrimento ou por algum outro fator armazenado na memória que lhe serve de causa.

Quando se tem uma perda é provocada por natureza externa, o complexo mental entende que ela surgiu em decorrência de fato, ação ou objeto externo que causa dor, sofrimento, insatisfação e infelicidade.

A grande diferença entre as aquisições e perdas é que por natureza, o complexo mental é estruturado a lidar de forma mais simples, serena e satisfatória com as aquisições e não com as perdas.

As perdas representam uma espécie de “invasor mental” num paraíso estabelecido e “imaculado”. A presença de uma perda na mente causa-lhe desequilíbrio, gerando a ativação de um mecanismo de defesa do complexo mental que visa preservá-lo.

Aquisições e Perdas são o Protocolo da Mente A6

Esse mecanismo de defesa, em síntese, é o nosso instinto de autopreservação. Ele vai tentar vencer o invasor, entretanto este invasor nasceu dentro dele mesmo e ter forças similares a que ele dispõe.

Somente a relevância e a sólida ação da autoestima, do amor próprio e da autopreservação serão capazes de fazer a mente vencer essa batalha psicológica. Parece complicado na primeira leitura, mas não é se você ler com calma e entender cada parte desta teoria.

Não fica difícil entender que as perdas tem grande peso nessa luta quase desigual. A interação plena entre estas naturezas é que vai definir a evolução do indivíduo, se positiva ou negativa, se ele será feliz ou infeliz.

Quando ocorre uma perda e o indivíduo não entende que deve mudar, que deve reestruturar sua mente para que não fique encarcerado na dor provocada pela perda e seus demais efeitos nocivos, ele passa a ter um estilo e padrão de vida diferente do que tinha antes da perda.

Será um estilo de vida marcado pela dor, sofrimento, angústia e infelicidade.

Aquisições e Perdas são o Protocolo da Mente A7Aquisições e Perdas são o Protocolo da Mente A8

Benefícios que o Conteúdo pode proporcionar ao Leitor

As aquisições e perdas se constituem no protocolo do complexo mental e também da vida por que elas que definirão o caminho a seguir pelo indivíduo tanto no plano sentimental, emocional e psicológico, como no plano social, conduzindo-o à felicidade ou infelicidade.

Aquisições provocam outras aquisições, desde que o indivíduo haja com base na positividade, no compartilhamento daquilo de bom que obteve com alguém que necessite do mesmo valor adquirido.

Perdas apresentam em sua natureza valores negativos que tem o poder de atrair outras perdas, que vão se aglutinando umas às outras, causando-lhe dor e sofrimento, infelicidade e insatisfação, dando causa à depressão e até ao suicídio.

O indivíduo deve perceber que necessita e deve buscar por aquisições em suas escolhas e decisões, para que sempre que possível tenha sua vida marcada pelo prazer, alegria, satisfação e felicidade.

Essa premissa de optar por aquisições – fato que não depende única e exclusivamente da vontade do indivíduo – é que o conduzirão à evolução e ao afastamento de novas perdas.

  Robert Thomaz

Você pode gostar desse outro artigo:

“Você Quer Continuar Sofrendo ou Mudar para a Felicidade?”

 VÍDEO

Banner S&L Final de Post

Banner Twitter 2

Banner Compartilhamento II 300x120

Robert

Robert Thomaz é escritor, poeta, autodidata, pesquisador, blogueiro. Dedica-se ao estudo e pesquisa de assuntos relativos à qualidade de vida, relacionamento intrapessoal, relacionamento interpessoal, saúde e bem-estar.

Website: http://sentimentoseletras.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.