A poesia promove o relaxamento ou é pura chatice?

Poesia é um gênero literário que tem um valor agregado diferente da narrativa longa (romance), do conto ou da crônica. Muitas pessoas detestam a poesia por considerá-la algo enfadonho, chato e sem propósito. Essas pessoas que assim pensam certamente desconhecem o teor desse gênero da literatura que é capaz de estimular o cérebro, promover o prazer e a sensação de satisfação.

Se você respondeu que a poesia é um bem para sua saúde e qualidade de vida, sinta-se orgulhoso (a) de si mesmo (a) por conhecer o poder prodigioso desse gênero literário.

Mas se te interessa saber o real valor da poesia para a qualidade de vida e a saúde eu te convida a ler este conteúdo até o final.

A Poesia promove o Relaxamento ou é Pura Chatice X1

A Razão de a Poesia ser Importante na Qualidade de Vida

A poesia é um gênero literário que está muito longe de ser considerada algo chato, desagradável ou improdutivo. Sua condição de natureza que promove o prazer mental, o relaxamento psíquico e elevação da qualidade de vida, está intimamente ligada aos neurotransmissores.

A Poesia promove o Relaxamento ou é Pura Chatice X2

Neurotransmissores são substâncias químicas produzidas pelos neurônios. Estes são as células do cérebro. Os neurotransmissores têm a capacidade de conduzir e transmitir uma informação química de um neurônio ao outro. São necessários porque os neurônios se comunicam através de impulsos elétricos e a informação química somente pode ser transmitida através dos neurotransmissores. Parece um pouco complicado, mas não é.

A Poesia promove o Relaxamento ou é pura Chatice B

Os neurotransmissores por terem esta função primordial no complexo mental auxiliam de sobremaneira o cérebro na execução de várias funções no organismo. São neurotransmissores clássicos e mais conhecidos atualmente a dopamina, a serotonina, a noradrenalina e a adrenalina.

Neurotransmissores Clássicos

A poesia não poderia deixar de contar em sua maravilhosa atuação com substâncias tão importantes no complexo mental. Daí sua qualidade e capacidade de estimular a sensação de prazer e satisfação naqueles que a leem, que buscam alívio para a depressão e ansiedade e o obtém quando tem contato com seu teor.

Vejamos os efeitos dos neurotransmissores:

٭ Dopamina – é um neurotransmissor que atua na atividade motora, na motivação, na recompensa, na regulação do sono, na produção do leite, na ansiedade, na atenção, etc.

٭ Serotonina – é um neurotransmissor que atua na sensação de felicidade, na ansiedade, na tranquilidade, na agressividade, na raiva, na depressão, etc.

٭ Noradrenalina – é um neurotransmissor e também hormônio produzido na glândula adrenal, um órgão acima dos rins. Ele atua no estresse e no sistema de alerta do corpo, sendo fundamental no sistema que controla a dor.

٭ Adrenalina – é um neurotransmissor que atua no mecanismo de elevação da pressão sanguínea e que tem importante papel na produção de respostas fisiológicas rápidas do organismo aos estímulos externos. Ela atua na disposição física, emocional e mental.

Percebemos que a nobre equipe de neurotransmissores que auxiliam a poesia em seu papel de objeto e mecanismo de relaxamento é uma equipe de peso.

A Poesia promove o Relaxamento ou é pura Chatice C

Validação do Hábito de ler Poesias

Fica bem que claro que o hábito de ler poesias é uma forma simples, prática e extremamente saudável de buscar o relaxamento mental e melhorar sua saúde, e consequentemente sua qualidade de vida. Os fundamentos apresentados, baseados na existência e função dos neurotransmissores em nosso complexo mental e organismo, justificam a adoção desta prática simples e de eficácia inegável.

Leitura II

Infelizmente muitas pessoas não acreditam nesse poder que a poesia tem. Mas você que agora conhece a razão para adotar este hábito saudável e simples não deixe esse conhecimento de lado. Mas aí você pode dizer: “Ah, mas ler poesia é um troço chato pra caramba…”.

Ler poesia não é chato. As pessoas consideram chato ler poesia, não é porque ela é ruim, mas porque não gostam de ler. O problema não é a poesia em si, mas o hábito de ler. Se você adquirir o hábito de ler e aos poucos, passar a ler poesias contemporâneas – não comece pelos poetas clássicos que não é o caminho ideal para se despertar o gosto pela poesia.

Comece com uma das maiores poetisas da sociedade contemporânea que é Maria Bethânia e tantos outros poetas e poetisas atuais. Acredito que sua visão da poesia irá mudar, para melhor, bem como sua qualidade de vida.

A Poesia promove o Relaxamento ou é pura Chatice Maria

Maria Bethânia

Visando estimular sua caminhada no “pomar da poesia”, tomei a liberdade de acrescentar ao artigo uma poesia minha que considero especial e espero que ela lhe seja um estímulo a sua iniciação nesta parte da literatura que só faz o bem.

Boa leitura.

ROBERT THOMAZ

Contas do Amor

Não tenho vergonha

Está grafitado nos muros da cidade

Que sou um devedor, nas contas do amor

Vendi tudo, vendi a mim, para te encontrar

Seminu, faminto, despido do teu calor

Ando como molambo, perambulando

Pelas ruas da vida, a tua procura

Sinto saudades, dolorosas saudades

Zanzando, confundido com um vagabundo

Perdido, sem fundo

Sou um devedor nas contas do amor

Pedi carona, viajei noites sem luar

Passei frio, fome e dor

Triste, torturado por tua ausência

Cheguei à porta de tua morada

Antes mesmo de abrir, senti tua essência

Meu combalido coração disparou

Ao ver-me perguntaste: Porque estás assim?

E eu te respondi: Sou devedor, nas contas do amor

Implorei por teu carinho

E olhando para mim como a tal

Me recusaste por minha pobreza sentimental

Aleguei falência em meu coração, pela falta do teu amor

E você simplesmente disse: Não amo devedor

Banner Compartilhamento II 300x120

Robert

Robert Thomaz é escritor, poeta, autodidata, pesquisador, blogueiro. Dedica-se ao estudo e pesquisa de assuntos relativos à qualidade de vida, relacionamento intrapessoal, relacionamento interpessoal, saúde e bem-estar.

Website: http://sentimentoseletras.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.