Você tem realmente qualidade de vida?

qualidade

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se perguntarem a você, se tem uma boa qualidade de vida, intuitivamente responderá a sua realidade, a sua verdade, ou seja, se realmente tem ou não, sem ter que raciocinar muito em relação ao contexto da pergunta. Por quê? Porque temos essa “facilidade” em entender, de pressupor, se temos ou não uma boa qualidade de vida?

Essa percepção facilitada, se assim podemos dizer, se fundamenta no fato de termos a noção correta, verdadeira e clara de que uma boa qualidade de vida significa ter hábitos saudáveis, cuidar bem do corpo, ter uma alimentação equilibrada, manter relacionamentos saudáveis, ter tempo para o lazer, reflexão e vários outros hábitos que façam o indivíduo se sentir bem, saudável e feliz.

O termo qualidade de vida compreende muito mais que se ter uma moradia, alimentação regular, carro do ano e emprego fixo. Sua grandeza transcende estes valores e começa onde muitas pessoas desconhecem: pelo interior delas mesmas. Para que se tenha qualidade de vida é necessário antes de tudo que se tenha equilíbrio interior.

A partir do equilíbrio interior atingido deve-se buscar a harmonia com os outros seres humanos, iniciando pela família, amigos e depois desconhecidos. Ajudar ao próximo, praticando o altruísmo é uma das faces positivas da boa qualidade de vida.

 

 

 

 

 

 

 

Conceituar qualidade de vida torna-se algo um tanto complexo em vista que sua natureza é muito abrangente. Ela compreende não só a saúde física como o estado psicológico, o nível de independência, as relações sociais em casa, na escola e no trabalho e até a sua relação com o meio-ambiente. Entretanto, nesse contexto tão amplo deve-se ter especial atenção à qualidade do relacionamento intrapessoal que se constitui no fato do indivíduo bem administrar seus próprios sentimentos e emoções de forma que resultem no alcance da paz, alegria e saúde mental e psicológica.

Dentro do contexto de qualidade de vida figura a necessidade de se buscar melhores condições para o bem-estar próprio e coletivo. Um indivíduo feliz e motivado seja dentro de casa, na escola ou trabalho reflete numa pessoa produtiva, equilibrada em relação às tensões regulares da vida, afastada da violência e de todos os tipos de desvios de conduta.

Muitas pessoas costumam confundir os termos “qualidade de vida” com “padrão de vida”. São conceitos diferentes. Qualidade de vida indica o nível das condições básicas e suplementares de um indivíduo. Padrão de vida é uma medida que quantifica a qualidade e quantidade de bens e serviços que determinada pessoa ou grupo pode ter acesso.

 

 

 

 

 

 

 

Existem dois conceitos de relevante importância no contexto da qualidade de vida que devem merecer especial atenção. Seriam o relacionamento interpessoal e o relacionamento intrapessoal, pouco diferenciados e muito importantes individualmente.

O relacionamento interpessoal é identificado pela relação estabelecida entre duas ou mais pessoas. Seu teor abrange vários níveis, envolvendo sentimentos e emoções como amor, solidariedade, respeito, estima, compaixão, amizade, etc. O relacionamento interpessoal pode ser determinado e alterado pelo surgimento de divergências não contornáveis.

O relacionamento intrapessoal ganha importância no contexto de qualidade de vida em função de abranger a capacidade de o indivíduo saber administrar seus próprios sentimentos e emoções conseguindo equilíbrio para enfrentar as adversidades de sua vida. Ele abrange as áreas da autoestima, autoafirmação, automotivação, autodomínio e autoconhecimento.

Autoestima: Característica da pessoa que se valoriza, que se encontra satisfeita com sua aparência física, com sua maneira de ser ou sua forma de pensar, expressando confiança em suas ações e opiniões;

Autoafirmação: Ação ou resultado de autoafirmar-se em relação aos outros indivíduos, de impor a própria vontade, opinião, identidade ou de procurar demonstrar o próprio valor e competência às pessoas com quem se convive;

Automotivação: É o ato de motivar a si mesmo, provocada por estímulos internos. A pessoa é o que é, em vista que encontra motivos dentro de si para alcançar seus objetivos, agindo de acordo com o que tem que ser feito. Um indivíduo automotivado não espera o acontecer das coisas, ele corre atrás do que quer. Considerando a resistência uma pessoa que é motivada externamente é muito mais propícia a desistir do que uma automotivada, devido ao fato que a motivação externa pode acabar, findar-se, porém a interna não, o objetivo é “abraçado”, estudado e alcançado dentro dos limites.;

Autodomínio: É o domínio de si mesmo, de controlar seus próprios sentimentos, emoções, paixões e ações pessoais;

Autoconhecimento: Conhecimento de si próprio, das suas características, qualidades, imperfeições, sentimentos, emoções, tendência, etc; que caracterizam o indivíduo por si próprio. Basicamente é conhecer suas possibilidades e limitações ante o mundo (sociedade, grupo, família, etc.) que se encontra inserido.

Os dois conceitos anteriormente definidos (relacionamento interpessoal e intrapessoal) estão inseridos no âmbito da saúde mental do indivíduo. Qualidade de vida e saúde são termos indissociáveis. A qualidade de vida está associada à saúde de ima maneira muito íntima e essencial.

A qualidade de vida pode ser afetada de forma negativa, muitas vezes, por sua relação com a saúde. A ocorrência de uma doença debilitante que não constitui risco de vida, o declínio natural da saúde de uma pessoa idosa, o declínio mental, são situações limitadoras da qualidade de vida de um indivíduo.

Muitas pessoas, erradamente, ao pensar em saúde e qualidade de vida deixam de lado a saúde mental. A saúde mental tem enorme importância no contexto da qualidade de vida. A ascensão no aumento dos casos de stress crônico, ansiedade e depressão conduz um indivíduo a um cárcere mental e emocional no qual ele encontra grande dificuldade em manter relacionamentos amorosos, em desempenhar as funções no trabalho e até mesmo educar os filhos.

Uma pessoa com problemas emocionais pode influenciar todos os membros da família. Um indivíduo com a saúde mental afetada está mais propenso à dependência de drogas e de álcool, a contrair doenças infeciosas, desenvolver alergias, doenças autoimunes, etc.

Cuidar da saúde mental não é simples como muitas pessoas julgam e acreditam. Somente quem passou por grave depressão sabe o calvário que vivenciou. Administrar o relacionamento intrapessoal exige muita capacidade do indivíduo nas áreas da autoestima, autoafirmação, automotivação, autodomínio e autoconhecimento. A maioria sente grandes dificuldades e necessita a ajuda de um profissional especializado.

Estar com boa saúde mental é estar em equilíbrio com o seu mundo interior e com o mundo que o rodeia, é estar em paz consigo mesmo e com os outros.

 

 

 

 

 

 

 

Benefícios que este assunto pode proporcionar ao leitor

Este conteúdo esclareceu e definiu que para um indivíduo ter uma boa qualidade de vida é fundamental que ele observe a presença de determinados aspectos relevantes no contexto de sua vida. Aqui voltamos a salientá-los:

– Apresentar renda compatível com suas necessidades básicas;

– Residir em moradia adequada e confortável;

– Ter acesso à educação, bem como seus dependentes caso os tenha;

– Ter acesso à informação de qualidade;

– Ter possibilidades e condições de realizar prática desportiva;

– Ter tempo para o lazer com a família e individualmente;

– Ter alimentação adequada;

– Gozar de ambiente de trabalho saudável;

– Gozar de boa saúde física e mental.

A ausência de um ou mais aspectos inviabilizara um bom nível de qualidade de vida, reduzindo o alcance da satisfação, bem-estar e felicidade do indivíduo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Robert Thomaz

Você também pode gostar desse post:

“Conheça a tomografia da infidelidade

Robert

Robert Thomaz é escritor, poeta, autodidata, pesquisador, blogueiro. Dedica-se ao estudo e pesquisa de assuntos relativos à qualidade de vida, relacionamento intrapessoal, relacionamento interpessoal, saúde e bem-estar.

Website: http://sentimentoseletras.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.